Video

ACM-RS – 110 anos

A Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul (ACM-RS) foi fundada em 26 de novembro de 1901. A instituição é reconhecida como precursora na introdução de vários esportes no Brasil, na comemoração do Dia das Mães pela primeira vez no país (1918 em Porto Alegre), e na organização de lideranças jovens.

A ACM-RS nasceu a partir da expansão do movimento acemista na América Latina, iniciado no século XIX por intermédio do Comitê internacional das YMCAs/ACMs dos Estados Unidos e Canadá. Ela foi a segunda a ser instituída no Brasil pelo secretário fraternal Myron Clark, originário de Nova York.

Já em 1904 – três anos após sua fundação – a ACM-RS introduziu os primeiros cursos de Português, Francês, Alemão, Aritmética, Geografia, História e Astronomia. Em 1923, a instituição inaugurou sede social própria na Rua Vigário José Inácio. Em meados de 1925, a entidade recebeu em doação do Comendador Maia uma propriedade para a prática esportiva dos acemistas na antiga Rua Pantaleão Teles, no Centro de Porto Alegre. Nesse local, hoje Rua Washington Luiz, permanece até hoje a sede social da ACM, inaugurada em 1934.

Um dos fatos mais marcantes desse período foi a formação do Primeiro Corpo de Correspondência.  Constituído por voluntários e profissionais da ACM, o Corpo era responsável pela organização do fluxo de correspondência entre os soldados das tropas de Osvaldo Aranha que seguiam para o centro do país durante o período da Revolução de 1930.

A partir de 1934, a instituição foi se consolidando na comunidade através do cumprimento de importantes tarefas. Intensificaram-se práticas esportivas como vôlei, basquete, remo, esgrima, tênis, tênis de mesa e atletismo. Além disso, a ACM tomou parte no auxílio às vítimas da grande enchente de 1941, que assolou a Capital principalmente na região das ilhas e no centro da cidade.

O período de 1944 a 1970, durante o qual teve como secretário-geral Ernesto Oppliger, foi marcado pela solidificação do trabalho da entidade. Nessa época, aconteceram importantes intercâmbios esportivos com outras ACMs do Conesul, a oficialização do Curso Comercial Noturno em 1945, a abertura do ambulatório de higiene infantil no Morro Santana em 1947, a inauguração da Colônia de Veraneio de Tramandaí e a doação, nos anos 1950, da área na qual, atualmente, está instalado o Acampamento Rincão do Coelho, em Canela.

Na década de 1970, sob a direção do secretário-geral Edgar Machado, a ACM-RS ampliou e qualificou sua sede com a inauguração, em 1973, de seu novo ginásio de esportes. Ela também assumiu a propriedade do Cemitério Ecumênico João XXIII e se estendeu até a zona norte de Porto Alegre, fundando lá uma escola.

Na década de 1980, foram adquiridos imóveis para a consolidação do trabalho da ACM na área de Educação Infantil. Voluntários e profissionais tomaram parte do Seminário ACM 2000, surgido da importância de se definir um planejamento estratégico para a organização.

Na década de 1990, a ACM desenvolveu ações para modernizar e ampliar a área administrativa e implantou a informatização em suas Unidades. Foi construído mais um ginásio de esportes. Além disso, a organização assumiu a administração do Cemitério Ecumênico João XXIII e ampliou seu trabalho na área de desenvolvimento social. A ACM passou a administrar, também, a Fundação Casemiro Bruno Kurtz, hoje ACM Vila Cruzeiro do Sul e assinou o protocolo de intenções (Porto Alegre/Montevidéo) para o surgimento da ACM Fronteira, que funciona em Santana do Livramento.

Hoje, a ACM-RS conta com 14 Unidades e quatro projetos especiais de desenvolvimento social (Bolsa Escola, Centro REFAP Cidadã, Borboleta e Centro Social João XXIII). Só em 2010, foram realizados mais de um milhão de atendimentos na área de desenvolvimento social. Além disso, mais de 700 pessoas foram formadas pelas Unidades de ensino acemistas, entre crianças, jovens e adultos, alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e Médio, dos Cursos Técnicos, Cursos de Liderança e de Idiomas.

Atualmente, a ACM-RS é declarada legitimamente de utilidade pública, reconhecida por todas as esferas governamentais. Seu objetivo é promover o aperfeiçoamento espiritual, moral e social de seus associados, usuários e beneficiários.

Em 26 de novembro de 2011, a ACM-RS comemora 110 anos de existência, mantendo firme o foco em sua missão, que é a de ser agente transformador da sociedade, atuando para promover uma vida com amor, justiça e paz, de acordo com a mensagem cristã.

 

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment